A Ceia do Senhor (I Coríntios 11.23-29)

Grande gesto de amor sentimento profundo
Deixou a todos nós amigos e irmãos
Mostrou nosso Senhor coisa de outro mundo
A última ceia antes da crucificação.

Assim falou Paulo na sua carta relatada
Mensagem divina inspirada por um rei
Gravadas pra sempre na Bíblia Sagrada
Que eu recebi do Senhor o que também vos entreguei.

Todos eles unidos lado a lado em união
Jesus e os apóstolos estavam reunidos
Erguendo as mãos aos céus tomou o pão
Naquela mesma noite Ele seria traído.

Tendo dado graças pelo pão rasgado
Instruiu a eles que fizessem assim
Este é o meu corpo que por vós será dado
Façam isso sempre em memória de mim.

Depois que todos já haviam comido
Pegou o vinho que estava na taça
Aquele gesto não seria esquecido
Ergueu ao céu e novamente deu graças

Este cálice é meu sangue sagrado
Representa uma nova aliança
Para minha memória ele será derramado
Sangue vertido de uma viva esperança.

Pão e sangue derramado
Fará parte na história assim
Por gerações será simbolizado
Façam sempre em memória de mim.

Quando vos reunirem com alegria e amor
Comer pão e beber vinho é uma vitória
Anunciarão a morte do nosso Senhor
Até a sua vinda vitoriosa em glória.

Quem comer ou beber sem entendimento
Não conhece a Deus nem o seu grande amor
Estará apenas cumprindo um mandamento
Será réu do corpo e do sangue do Senhor.

Portanto quando vos reunirem para a celebração
E da grande ceia participar
Se tiver algo contra o irmão
Vai primeiro as coisas consertar.

Depois do autoexame realizado
E não houver em ti nenhum impedimento
Venha meu irmão está tudo preparado
Participe da ceia neste momento
Com alegria e muito amor
Com o coração grato a Deus e a Cristo nosso Senhor.

Poema escrito pelo nosso irmão Joacir de Lima.

Deixe uma resposta